tipos


__TIPOS DE DEPRESSÃO__

 

A depressão pode ser classificada de acordo com a causa, com a presença ou não de um componente genético (história familiar), com os sintomas e com a gravidade do quadro. Nem toda depressão é igualzinha à outra. Só um psiquiatra ou outro profissional hibilitado pode identificar o tipo e prescrever o tratamento mais adequado. Os tipos mais comuns são:

 

Estima-se que até 40% dos portadores de depressão tem, como manifestação principal, a ansiedade. Como a ansiedade apresenta um quadro muito mais exuberante e conveniente que o sintoma depressivo, os deprimidos atípicos acabam se achando apenas ansiosos e não depressivos. Essa situação de ansiedade é reconhecida por muitos como sendo também um caso de esgotamento.

Podemos dividir a Depressão Atípica em dois grupos:

  1. com sintomas predominantemente físicos: quando os sintomas são de natureza física aparecem em qualquer órgão ou sistema, mas poderá haver sintomas psíquicos ao mesmo tempo.
  2. com sintomas predominantemente psíquicos: quando os sintomas se manifestam através de determinadas emoções que equivalem aos sentimentos depressivos, mas poderá haver sintomas físicos também.

 

 

 

 

 

DEPRESSÃO DURANTE A GRAVIDEZ E PÓS-PARTO:

Além dos sintomas comuns a uma depressão, a mulher tende a ter pensamentos pessimistas relacionados ao período ( coisas do tipo "não serei uma boa mãe" ou "posso machucar o bebê"). Quem teve um episódio de depressão pós-parto tem amiores chances de voltar a apresentar o problema em outra gravidez. A depressão pós-parto ocorre entre 2 semanas a 12 meses após o parto, com risco maior em mulheres com antecedentes de depressão. Considera-se que o parto ( e as mudanças que ele traz, hormonais e de vida) seja um potente estressor, desencadeando depressão em mulheres com tendência à mesma.

 

 

 

 

DIFERENTES ESTÁGIOS DA DEPRESSÃO

 

Basicamente, a depressão pode acontecer em três níveis:

  1. quando ela é leve, a pessoa sofre com os sintomas e diminui seu rendimento, mas, com grande esforço, consegue manter suas atividades sociais e seu trabalho;
  2. a depressão moderada conduz ao isolamento; a pessoa falha em seus compromissos, pode faltar ao trabalho e evita ocasiões de lazer e contato social;
  3. a forma profunda correspondente aos casos mais graves, nos quais o paciente geralmente abandona qualquer tipo de atividade, isola-se totalmente e permanece sentado ou deitado, sem reagir a nenhum estímulo;

 

voltar ao início da página

próxima página

voltar

página inicial