| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Work with all your cloud files (Drive, Dropbox, and Slack and Gmail attachments) and documents (Google Docs, Sheets, and Notion) in one place. Try Dokkio (from the makers of PBworks) for free. Now available on the web, Mac, Windows, and as a Chrome extension!

View
 

Medicamentos e Terapias

Page history last edited by PBworks 15 years ago

Estudos revelam que os casos de ansiedade não se resolvem sozinhos e precisam ser tratados. Há muitos recursos e sua escolha depende do tipo e grau do transtorno.

MEDICAMENTOS

Podem ser muito úteis no tratamento e combinados a outras opções, como a terapia.Há três categorias indicadas:

Antidepressivos-ganham cada vez mais espaço porque apresentam bons resultados e não há risco de dependência.Atuam sobre a serotonina e a noradrenalina, compostos cerebrais asociados ao humor.

-Pesquisas sugerem que o antipsicótico quetiapina,de última geração, pode ser usado para tratar a ansiedade generalizada.A indicação ainda não está comprovada.

Betabloqueadores-impedem o efeito estimulante da adrenalina, uma das substâncias liberadas em quadros ansiosos.Dessa maneira, amenizam os sintomas como taquicardia, elevação da pressão arterial e tremores.

São boas opções para ansiosos prestes a fazer uma apresentação em público.

Ansiolíticos-relaxam, tiram sintomas e diminuem a ansiedade imediatamente, mas devem ser indicados com precaução porque podem gerar dependência.Em geral, são receitados em baixas doses e para curtos períodos.

TERAPIAS

TERAPIA DE ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA INTRACRANIANA

Este novo recurso consiste na aplicação de ondas eletromagnéticas no cérebro.A terapia, já usada contra depressão, ajudaria a regular o funcionamento de centros cerebrais associados à ansiedade.Por enquanto, a técnica é experimental, usada apenas em casos que não respondem a nenhum tratamento.

TÉCNICAS DE RELAXAMENTO

Os exercícios de controle da respiração são muito úteis no manejo do problema. Em geral, o individuo ansioso respira predominantemente pelo tórax. É a chamada respiração alta e rápida.Isso leva ao desencadeamento de sintomas como a tontura e formigamento em braços e pernas. Os exercícios ajudam o paciente a respirar mais calmamente, e pelo diafragma, o que aumenta a chance de autocontrole na hora da crise.Devem ser ensinados por um especialista. Em geral, o paciente aprende as técnicas depois de três sessões.

BIOFEEDBACK

Por meio de aparelhos , este método mostra ao paciente as reações fisiológicas ocorridas em estado ansioso. Um dos equipamentos, por exemplo, mede a atividade elétrica das glândulas que produzem suor nas mãos e pontas dos dedos. Ao enxergar o que acontece no seu corpo, o indivíduo ganha mais consciência dos fenômenos físicos implicados, ao mesmo tempo que aprende técnicas para controlá-los.

TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL

O objetivo é modificar e adquirir controle sobre comportamentos e sentimentos indesejados. Com a ajuda de um especialista,o indivíduo aprende a lidar com situações associadas às crises e a separar a realidade da pura fantasia.Por meio de um treinamento, também é gradualmente exposto às circunstâncias geradoras de ataque para ganhar controle sobre a situação.Estudos mostram que a combinação dos medicamentos com esta terapia é a mais bem-sucedida forma de controlar o problema.

 

TERAPIAS BREVES

Com tratamentos curtos e focados, elas são ótimas alternativas para problemas como depressão,estresse,ansiedade e fobias.

 

O que pode ser tratado com terapias breves

 

DISTÚRBIOS OBSESSIVOS

 

-Transtorno obsessivo compulsivo,conhecido como TOC: o doente vira escravo dos próprios pensamentos, por mais absurdos que sejam.

-Tricolomania:mania de arrancar os próprios cabelos.

-Síndrome de Tourette: tiques, cacoetes, sons com a garganta, gestos repetidos, caretas.

 

 

DISTÚRBIOS DE ANSIEDADE

 

-Pânico Na sindrome do pânico, o coração dispara, a pessoa fica trêmula e com as pernas. É catastrófico quando começa, mas felizmente passa após o tratamento.

-Stress

-Fobias(de altura, de avião, de multidão,etc.)

-Insônia

 

 

DISTÚRBIOS AFETIVOS

 

-Depressão

-Depressão pós-parto

-Distimia

-Psicose maníaco-depressiva

 

DISTÚRBIOS ALIMENTARES

 

-Anorexia

-Bulimia

-Compulsão

 

 

DISTÚRBIOS PSICÓTICOS

 

-Esquizofrenia

-Psicose por uso excessivo de anfetaminas ou por drogas.

 

 

voltar - ansiedade-índice

 

voltar ao início da página

 

Tivemos visitas, nesta página.

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.