| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Work with all your cloud files (Drive, Dropbox, and Slack and Gmail attachments) and documents (Google Docs, Sheets, and Notion) in one place. Try Dokkio (from the makers of PBworks) for free. Now available on the web, Mac, Windows, and as a Chrome extension!

View
 

Como lidar com pessoas estressadas

Page history last edited by PBworks 15 years, 1 month ago

COMO LIDAR COM PESSOAS ESTRESSADAS

 

 

Você está cansado de ouvir dos "frentes frias" de plantão "não vai dar certo" ou "não tenho nada a ver com isso"? A úlcera ataca só de ouvir a voz do "sabe-tudo" do escritório, que parece que vive testando a sua paciência? Pois é. Ninguém está imune a conviver com gente insuportável. "Esse pessoal pode tornar sua vida estressante e desagradável, impedindo-o de alcançar metas importantes", dizem os médicos americanos Rick Brinkman e Rick Kirschner, autores do livro Como lidar com Pessoas que Você Não Suporta (editora José Olympio). Especializados em questões relacionadas ao bem-estar psíquico e emocional, eles estenderam seus domínios para além do consultório e hoje também prestam consultoria a várias empresas. Veja alguns de seus conselhos para lidar com essa turminha difícil de engolir:

 

1) Em primeiro lugar, pare de perder tempo reclamando. Ficar sofrendo e praguejando porque o outro não muda não ajuda em nada. Ao contrário, as frustrações e divergências tendem a piorar, o que pode acabar comprometendo seu moral e sua produtividade.

 

2) Tente mudar de opinião sobre quem você não suporta. É difícil, sem dúvida. Mas talvez a tal criatura não seja assim tãããão intragável quanto você imagina. Respire fundo e procure ver o que ela tem de bom. Ouça-a de verdade. Aproxime-se dela. Ao mudar seu comportamento, a figura também aprenderá novas formas de agir com você.

 

3) Enfatize as semelhanças. Para se relacionar bem (ou menos mal) com alguém cujo santo não bate com o seu, o primeiro passo é encontrar alguma afinidade, algum interesse comum. Você já não se viu conversando com alguém e de repente descobriu que ambos cresceram na mesma cidade ou estudaram no mesmo colégio? Nessa hora as diferenças e as distâncias tendem a diminuir.

 

4) Você quer ser ouvido e compreendido? Pois então trate, antes, de ouvir e compreender. Dê ao fulano abertura para ele falar o que quiser - sem fazer cara de tédio, é óbvio. Ao saber o que ele pensa e sente, a probabilidade de também querer escutar o que você tem a dizer aumenta consideravelmente.

 

5) Esclareça. Ao ouvir o que a pessoa quer falar, demonstre interesse. Como? Fazendo perguntas que exijam mais que um grunhido como resposta, bem entendido: "Do que está falando?", "A que está se referindo?", "Onde aconteceu?", "Quando ?", "Como?" A capacidade de fazer perguntas certeiras é fundamental para obter as respostas que você quer.

 

6) Seja franco. Muito mais eficiente do que se supõe, a melhor política para se conseguir o melhor das pessoas é estabelecer com elas um diálogo honesto e construtivo. Mas antes procure criar um clima de confiança e harmonia. Ou o tempo pode fechar…

 

7) Não perca a cabeça. Todo mundo sabe que quando um não quer, dois não brigam. Sim, arme-se de paciência. Durante uma conversa ou uma reunião, quanto mais você discordar, mais iminente será a briga. Posicione-se, mas refreie os impulsos de levar a coisa para o lado pessoal. Não se queime à toa…

 

8) Às vezes, a melhor opção é capitular. Nem todos os problemas têm solução, e alguns deles simplesmente não compensa resolver. Se a situação está insustentável, se tudo o que faz ou diz só piora as coisas e você acredita que a situação degringolou mesmo, lembre-se de que a prudência vale mais que a coragem. Fique na sua. Ou desista de vez.

 

Extraído da revista VOCÊ s.a.

 

 

http://www.weblinguas.com.br/situa.asp?offset=7&codigo=15

 

Voltar ao Índice - Estresse

 

 

Tivemos visitas, nesta página.

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.